Entendendo a fertilidade.

Saber como funciona a fertilização dentro do organismo da mulher, ajuda a entender o porquê da infertilidade.

Para casais sem causas de infertilidade a probabilidade de gestação em casa varia de 10% a 35% ao mês. A fertilização só ocorre no período da ovulação, um curto período a cada ciclo da mulher. Essa taxa mensal tende a diminuir com o tempo de tentativas.

A mulher nasce com um número de oócitos determinado. Na puberdade, após a primeira menstruação, e a cada ciclo (mês), os hormônios responsáveis pelo andamento do sistema reprodutor feminino estimulam uma corte de oócitos à maturação.

Apenas um folículo será o escolhido. Quando obtiver o tamanho ideal, no meio-ciclo (+ou- 14 dias após a menstruação em um ciclo de 28 dias por exemplo), o folículo irá liberar para as tubas uterinas o oócito maduro sob influência de hormônios.

O processo de liberação do oócito na tuba uterina chama-se ovulação. O oócito se mantém vivo de 24-48 horas a espera de um espermatozóide para fecundá-lo. Apenas 01 espermatozóide entra no oócito. Existe um bloqueio para polispermia.

Em uma relação sexual, o ejaculado de espermatozóides é depositado no fundo da vagina, perto do colo do útero, onde coagula para se manter um tempo ali até os espermatozóides entrarem no útero. Essa coagulação ocorre devido a diferença de ph do ejaculado (alcalino) e da secreção vaginal (ácido); em ph ácido os espermatozóides se movem lentamente.

A passagem dos espermatozóides pelo útero e tuba uterina é resultado ,principalmente, das contrações musculares desses órgãos. A fertilização ocorre em uma parte específica da tuba uterina, mas primeiro o espermatozóide passa por um processo de capacitação na tuba por mais ou menos 7 horas, até se tornar capaz de fertilizar o oócito.

Um espermatozóide consegue sobreviver até 72 horas depois de ejaculado.  O início do desenvolvimento embrionário ocorre a caminho do útero e a implantação desse embrião se dá no fundo do útero, 6-7 dias após a fertilização.

Hoje em dia de 15 a 20% da população é infértil. Os fatores causais podem ser de origem masculina (30 a 40%), feminina (35% a 40%), masculino e feminino (15% a 25%) ou de causa desconhecida (10%).

Significados:

Folículo= local onde 01 oócito é maturado.

oócito = “óvulo”

oogônia = oócito imaturo

Polispermia: fertilização de 02 ou mais espermatozóides.

Tuba uterina: “trompa de falópio” Ligação do ovário até o útero.


Anúncios

2 pensamentos sobre “Entendendo a fertilidade.

  1. Pingback: O que é fertilização in vitro? Como é esse tratamento? « Dúvidas sobre Reprodução Humana Assistida para Pacientes

  2. Pingback: Livro para os Pais e Filhos de Reprodução Humana Assistida « Dúvidas sobre Reprodução Humana Assistida para Pacientes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s