Indução Ovariana para FIV/ICSI (Segunda Parte)

Após a Punção Ovariana que se seguiu da primeira parte da indução ovariana, os oócitos são direcionados ao laboratório para que sejam preparados para uma FIV ou ICSI.

A paciente porém vai para casa na expectativa dos proxímos dias.  A partir deste dia, a mulher  incia duas novas medicações, a PROGESTERONA e o ESTRADIOL, suportanto a fase lútea ,ou seja, suportando a fase de implantação do embrião e início da formação placentária se o embrião conseguir se aderir ao endométrio.

A Progesterona (P) é um hormônio responsável por deixar o endométrio (camada interna do útero) receptivo para o embrião. Esse endométrio apresentará muitos fatores e substâncias favorecendo a chegada do embrião ao fundo endometrial do útero e implantação do mesmo, continuando assim sua divisão.

A P é administrada via oral, vaginal ou intramuscular. Sendo de rotina hoje a aplicação via vaginal pela facilidade  e ausência da dor. Nomes comerciais: Crinone, Evocanil, Ultragestan…

O Estradiol é o hormônio que acompanha todo o ciclo menstrual. Na estimulação do crescimento dos folículos nos ovários, esse hormônio é estimulado a partir do FSH, cuidando do crescimento endometrial e de vasos sanguíneos para futura nutrição embrionária. Como esse hormônio também depende do organismo, e o organismo está sobre controle da indução ovariana, a  necessidade de sua administração na fase após a punção ovariana é essencial em alguns casos. Nome comercial: Estradot, Estrofen, Primogyna...

Essas duas medicações começam no dia da Punção Ovariana nos casos de ICSI e FIV. Em casos de Descongelamento de embriões ou oócitos, essas são as únicas medicações administradas, afinal nesses casos só a necessidade do preparo endometrial.

No dia da tranferência embrionária, o endométrio deve aparecer no ultrasson trilaminar, o tamanho dele é discutido. Após a tranferência do embrião, deve-se continuar as medicações até o beta-HCG ou seja 12 dias após a transferência. Em caso negativo (<5,0 Ul/ml) a medicação é interrompida.

Imagem site Maternidade Dupla

A administração de corticóides que modula a resposta imune ou antibióticos, como profilaxia infecciosa vai depender de cada caso e do médico especialista, mas são usados por curtos períodos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s