Sêmen de doador, discutindo a questão

A questão do uso de sêmen de doador por casais com problemas de infertilidade vem sendo discutido e utilizado com mais frequência nos ultimos anos. O uso do sêmen de doador pode ser por infertilidade masculina ou uma produção independente (mãe solteira).

No caso de infertilidade masculina, as causas se apresentam se: 1.) o homen possuir três amostras de espermogramas zerados, ou seja, sem nenhum espermatozóide no ejaculado indicando uma azoospermia. As causas da azoospermia estão ligadas a doenças congênitas ou adquiridas do hipotálamo, hipófise,  doenças aos orgãos periféricos resultando em uma alteração do eixo-hipotalâmico-hipófise, anorquia, disturbios genéticos, radiação, quimioterapia, vasectomia, caxumba etc. Não existe um exame indicativo se há ou não produção de espermatozóide no testículo, por isso antes de qualquer decisão como o uso de sêmen de doador é realizada uma cirurgia de aspiração ou biopsia de espermatozóides direto do testículo (TESA/TESE)  2.) Repetidas falhas de ICSI ou  desenvolvimento embrionário anormal devido a  anormalidades do sêmen, como por exemplo morfologia, motilidade e vitalidade.

A decisão é delicada. A presença de um pscicólogo é importante para demonstrar todas as partes da escolha realizada pelo casal ou receptora. Após a decisão, a clínica se responsabilizará em demonstrar as opções disponíveis nos bancos de sêmen (BTCG) e a origem da instituição fornecedora. Existe a possibilidade da própria clínica de reprodução humana assistida ter um banco de sêmen (BTCG 2). Para que o procedimento ocorra existe uma declaração de uso deste sêmen pelo casal.

Geralmente as características disponíveis são: cor da pele, tipo sanguíneo, ascendência, cor dos olhos, cor e textura dos cabelos, peso, altura,  estrutura óssea, profissão e hobby. O doador passa por uma série de exames médico-laboratoriais afim de ser liberado como doador.

DOADOR: Deve concordar em deixar sob o julgamento e discrição dos especialistas, a utilização de seu sêmen e aceitar que nunca irá procurar identificar a  receptora ou o casal receptor. A doação não pode ser remunerada no Brasil. Geralmente o doador realiza de três a seis coletas para serem armazenadas congeladas.

Considerando a orientação da Resolução nº 1358/92 do Conselho Federal de Medicina, o doador será excluído desta condição (de doador) após a obtenção de 2 (duas) gestações, de sexos diferentes, com o mesmo doador, numa área de um milhão de habitantes.

Anúncios

3 pensamentos sobre “Sêmen de doador, discutindo a questão

    • Olá Osvandir,
      No Brasil, a lei proibe que doadores sejam remunerados. A doação é um ato de altruísmo e não comercial.
      Existem alguns lugares que recebem doadores como a Pro-seed, a Faculdade de Medicina do Abc, Androfert…

      Espero ter ajudado.
      Até logo.
      Renata

  1. Pingback: Produção Independente, como se faz? | Dúvidas sobre Reprodução Humana Assistida para Pacientes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s