Técnica de PICSI pode auxiliar casais que estão em tratamento….

Oócitos humanos são naturalmente circundados por ácido hialurônico (HA), substância que se encontra envolvida no processo de seleção espermática fisiológica, importantíssimo para a fertilização.

A técnica de PICSI está baseada na relação entre os receptores espermático e o ácido hialurônico, ou seja, o mesmo que a ligação do espermatozoide com as células da granulosa do oócito.

Essa ligação fisiologicamente ativa a liberação da hialuronidase, enzimas que estão localizadas na cabeça do espermatozoide e  que degradam o ácido hialurônico, aumentando a permeabilidade da membrana celular dando inicio assim a ligação e posterior entrada do espermatozoide no oócito.

Então é sugerido que estes espermatozoides que são selecionados por esta técnica são maduros, possuem um menor índice de fragmentação de DNA, e consequentemente de aneuploidias cromossômicas, quando comparados aqueles selecionados através da técnica de ICSI, ou seja, a seleção de espermatozóides morfologicamente normais.

Depois que o espermatozoide é selecionado na placa de  PICSI, ele é injetado no oócito, seguindo a técnica de fertilização in vitro.

Estudos mostram que a PICSI (seleção pela ligação da cabeça do espermatozóide funcionalmente competente no óvulo) pode aumentar as taxas de gravidez e reduzir as taxas de aborto. A técnica pode auxiliar casais com fatores de infertilidade masculina.

Foto ao lado: http://www.ivf.at

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s