Espermatozoides e os efeitos negativos das medicações

3a5tqnt6u1iutrukt401rbr95Existem algumas medicações que estão relacionadas as causas de infertilidade ou alterações nos parâmetros seminais de homens. Por isso, é extremamente importante relatar o uso de medicação ao seu médico ou ao laboratório, durante exames diagnósticos ou pré- tratamentos.

Abaixo estarão relacionados as medicações e seus efeitos sobre a produção dos espermatozoides.

1.) Antibióticos:

Nitrofurantoína (diminuí a concentração espermática e ocasiona alterações na produção dos espermatozoides) Eritromicina (prejudica a motilidade dos espermatozoides) Gentamicina (alterações na produção dos espermatozoides) Neomicina (diminuí a concentração e motilidade espermática) Clortetraciclina (efeito negativo sobre a motilidade espermática) Sulfassalazina (diminuí a concentração, motilidade e morfologia espermática) Co-Trimoxazole (diminuí a concentração, motilidade e morfologia espermática). Estudos em animais: Espiramicina (alterações na maturação dos espermatozoides) Lincomicina (diminuí a motilidade espermática) Tilosina (diminuí a motilidade espermática) Penicilina G (alterações na maturação dos espermatozoides) Cefalotina (alterações na maturação dos espermatozoides) Ampicilina (diminuí a capacidade de fertilização dos espermatozoides) Dicloxacilina (diminuí motilidade espermática) Quinolonas (diminuí a motilidade espermática).

2.) Outras Medicações:

Cimetidina (*tratamento de úlcera): diminuí a concentração dos espermatozoides; Colchicina (*anti-inflamatório/gota): azoospermia; Corticosteróides (*anti-inflamatório): diminuí a concentração e motilidade espermática; Acetato de Ciproterona (*anti-andrógeno/tratamento de câncer de próstata): atrofia testicular e diminuí a motilidade espermática; Danazol (*angioedema): atrofia testicular e alterações na maturação dos espermatozoides; Finasterida (*tratamento de calvície): alterações na produção dos espermatozoides; Gossipol (*anti-concepcional masculino): diminuí a motilidade espermática e ocasiona azoospermia; Halotano (*anestésico inalatório): diminuí a motilidade espermática; Cetoconazol (*anti-fúngico): diminuí a produção dos espermatozoide; Anestésicos locais: diminuí a motilidade espermática; Metadona (*tratamento anti-drogas): diminuí a concentração, motilidade e morfologia dos espermatozoides; Neurolépticos (*anti-psicóticos): diminuí concentração, vitalidade e motilidade dos espermatozoides; Niridazole (*tratamento de parasitose): diminuí a produção dos espermatozoides; Fenitoína (*anti-convulsionante): diminuí a motilidade dos espermatozoides; Quinina (*funções antitérmicas, antimaláricas e analgésicas): diminuí a motilidade dos espermatozoides; Espirolactona (*tratamento de hipertensão): diminuí a concentração espermática.

Three sperm cells swimming in the search of an eggA maioria dessas medicação possuem um efeito reversível. Algumas medicações também estão relacionadas a impotência (falha de ereção), ejaculação retrógrada, inibição da ejaculação, priapismo (não retorno do pênis ao estado frágil), orgasmos espontâneos e diminuição ou perda da libido.

3.) Radioterápicos e quimioterápicos:

O efeito negativo da radioterapia está sobre células jovens de espermatozoides ou seja aquelas células que são precursoras dos espermatozoides, que formarão eles. Aparentemente as células de Leydig que produzem a testosterona estariam protegidas deste efeito.

Os efeitos negativos da quimioterapia dependerá da dose, duração, número e tipo das drogas utilizadas no tratamento. Alguns citostáticos que são utilizados nestes tratamentos podem gerar um efeitos negativo na produção e maturação dos espermatozoides: (busulfan/chlorambucil/cyclophosphamide/cytarabine/corticoteroides/doxorubicine/methotrexate/nitrogen mustard/procarbazine/vinblastine/vincristine) e as combinações: ABVD (doxorubicin/bleomycin/vinblastine/dacarbazine), CDDP (vinblastine/bleomycin/cisplatin), MOPP (nitrogen mustard/vincristine/prednisolone/procarbazine) e MVPP (nitrogen mustard/vinblastine/prednisolone/procarbazine).

A indicação do congelamento seminal para a preservação da fertilidade é realizada para estes pacientes, antes do início das medicações, visto que o estado de produção dos espermatozoides pode diminuir ou parar, deixando este homem infértil ou estéril.

 

Anúncios

4 pensamentos sobre “Espermatozoides e os efeitos negativos das medicações

    • Olá Michelle,
      Existem sim. Algumas vitaminas, hormônios e até medicações naturais a base de plantas podem ter um efeito benéfico na produção dos espermatozoides, mas seu médico que deve prescrever. Nunca se auto-medicar, pois dependendo da quantidade ao invés de beneficiar pode prejudicar.
      Boa Sorte

  1. Estava a fazer a medicação do paludismo e fiz relações com a minha esposa no período fértil será que se ela ficar gravida poder ter o bebê alguma consequência negativa?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s